Histórico

Frei Manuel Ferreira Guimarães, OFM
Natural de Taíde (Póvoa de Lanhoso), onde nasceu a 26 de Junho de 1918, Frei Guimarães, como era por todos conhecido, entrou na Ordem Franciscana no, então, Colégio de Montariol no ano de 1950, contando 33 anos de idade.

A 14 de Agosto de 1951, foi admitido ao Noviciado, tendo feito profissão de votos temporários a 15 de
Agosto de 1952 e votos solenes e perpétuos a 15 de Agosto de 1955, também em Varatojo. Até as forças o permitirem, serviu a Ordem Franciscana como cozinheiro e porteiro, nas diversas Casas da
Província por onde passou, tarefas que desempenhou com eficiência, solicitude e espírito de serviço.
Foi irmão exemplar no amor ao trabalho; no desprendimento dos bens materiais e amor à pobreza; na oração e intimidade com Deus; no encanto e alegria com que viveu a sua vocação de Irmão Menor.

Nos últimos dois anos de vida, já no recolhimento da enfermaria, foi irmão «mais velho» que soube apontar caminhos de simplicidade, desprendimento dos bens materiais, zelo apostólico e sentido de itinerância e peregrinação, personalizado nos passeios diários pelos longos corredores da casa, enquanto nos seus dedos ressequidos deslizavam as gastas contas do terço, fiel companheiro de viagem no seu «peregrinar» da vida, cumprindo com devoção o que ultimamente muitas vezes dizia:

- «Já que não tenho forças para trabalhar, agora a minha missão é rezar!».

Contava 88 anos de idade e 55 de vida religiosa quando, serenamente, Frei Guimarães partiu para a Casa do Pai, no dia 7 de Março de 2007, com a mesma simplicidade, desprendimento e «encanto» com que, 57 anos antes, entrou na Fraternidade de Montariol para dar os primeiros passos na Ordem Franciscana.


E partiu, balbuciando as palavras que sempre quis dizer na derradeira hora da partida:
- «Obrigado, Senhor, porque me salvaste!»


Frei Henrique Perdigão, OFM

Sem comentários:

Enviar um comentário